Magistrado condenado por favorecer o FC Porto, foi o mesmo que pediu absolvição de Pinto da Costa

No Apito Dourado, o mesmo procurador, agora condenado por favorecer o Calor da Noite, pediu a absolvição de Pinto da Costa. O Procurador condenado defendeu a absolvição do presidente e também do seu motorista no caso Apito Dourado, o maior escândalo de corrupção desportiva de que há memória no mundo, e ainda nem existiam redes sociais!

Paulo Óscar, o procurador da República condenado por abuso de poder por tentar favorecer Eduardo Silva – ex-chefe da segurança do FC Porto -, foi o mesmo magistrado que em 2010 pediu a absolvição de Pinto da Costa.

Os juízes desembargadores recordam a “simpatia clubística” de Paulo Óscar e falam mesmo em relações triangulares com o FC Porto. Apesar da condenação e da respectiva multa (de 1800 euros), o magistrado em causa poderá actuar em casos que envolvam o clube portista assim como os casos de corrupção desportiva como Cashball (a envolver o Sporting).

Fica mais do que claro o PODERIO DO Benfica, o Benfica manda nisto tudo!

Partilha com os teus amigos!