Pinto da Costa: “Se o gajo faz barulho estraga a festa”

Como é que isto passa pelos pingos da chuva? E têm a lata de vir falar em toupeiras? Isto não eram consultas de processos nem ofertas de camisolas, era o manipular directamente de resultados desportivos, eram escolhas de árbitros para apitar os jogos deles e fazer a vida negra aqueles que se recusavam a fazê-lo segundo as instruções do “Papa”.

Alguns desses árbitros, vindos dessa “escola”, ainda nos dias de hoje apitam o nosso futebol como vai poder ver na reportagem da CMTV, por isso não é de estranhar certas e determinadas arbitragens! Foram “favores”(subidas de divisão inclusive) que ainda hoje são cobrados, e ai daquele que ousar desafiar os corruptos, pois se o fizer eles enviam a claque organizada para lhes fazer uma visita!

As toupeiras existem ou existiram? É possível! Mas as toupeiras não manipulam resultados como os árbitros em campo! As toupeiras a existirem, serviram para desmascarar o esquema dos corruptos do Contumil, e é isso que lhes dói! Já não podem “trabalhar” como faziam antigamente! Vão continuar a cair como têm caído, até que em breve estarão ao nível de um clube regional que é o que são na realidade, e nessa altura, quando as influências se acabarem, um por um vão ver o sol aos quadradinhos!

O relógio já começou a trabalhar…tic…tac…tic…tac…o melhor está para vir!

Gostaste deste artigo?

Nós gostamos de partilhar histórias como estas todos os dias no Facebook
Clica no botão "Gosto" abaixo para seres o primeiro a saber!