Sporting Formalmente Acusado de Corrupção

Federbet suspeita de manipulação no Sporting-Skenderbeu, nomeadamente quando, já depois do 4-0, começou a entrar um grande volume de dinheiro a favor do quinto golo leonino.

A Federbet emitiu esta quarta-feira um comunicado a informar que o Sporting-Skenderbeu do passado dia 22, a contar para a Liga Europa, pode ter sido manipulado.

“A Federbet considera o Sporting-Skenderbeu suspeito de ter sido manipulado. Anomalias no volume de apostas começaram no evento ‘LIVE’ e, em particular, na segunda parte, quando o ‘OVER’ continuou a diminuir em vez de aumentar. É importante reparar no resultado final de 5-1, confirmando as anomalias”, escreve a Federbet, empresa que tem combatido a manipulação de jogos e que foi fundada por representantes de casinos e de casas de apostas, na sequência de uma solicitação da União Europeia.

Na frase acima citada, a empresa refere-se aos estranhos movimentos de apostas no sentido de se marcarem mais golos. Normalmente, com o tempo de jogo a aproximar-se do fim, as “odds” (probabilidades) nesse sentido vão subindo, o que não foi ali o caso, deixando entender a organização que os apostadores sabiam antecipadamente que iriam marcar-se mais golos.

Lembre-se que nesta partida um jogador dos albaneses foi expulso aos 24′ e que, ainda na primeira parte, o Sporting marcou dois penáltis, aos 38′ e 41′.

Na segunda parte, os leões marcaram aos 64′, 69′ e 77′, reduzindo o Skenderbeu aos 89′.

“O ‘OVER’ ia diminuindo, minuto a minuto, contrariamente ao que deveria acontecer num jogo normal”, escreve ainda a Federbet, lembrando que já dois casos semelhantes haviam ocorrido em jogos anteriores do Skenderbeu.

O jornal espanhol El Confidencial entrevistou um elemento da Federbet, escrevendo que, “quando o jogo estava 4-0 e faltavam 30 minutos, começou a entrar um volume enorme de dinheiro em apostas em como o Sporting marcaria o quinto, algo que vai contra a lógica das casas de apostas”.

Segundo o jornal, Salihi foi expulso “por um erro infantil” e os dois penáltis foram ambos em jogadas “nas quinas da área, em jogadas com perigo moderado”. O 4-0, por sua vez, terá surgido após um “erro surpreendente do guarda-redes”.

Francesco Baranca, secretário-geral da Federbet, lembrou ao El Confidencial que já havia suspeitas contra o Skenderbeu relativamente a um jogo frente ao Crusaders, a 21 de julho, quando, frente a uma equipa semi-profissional, os albaneses sofreram dois inesperados golos nos descontos, de acordo com o que (estranhamente) estava a ser previsto por uma grande quantidade de apostadores.

Também contra o Dínamo de Zagreb, em agosto, o Skenderbeu levantara suspeitas à Federbet.

Partilha com os teus amigos!