Última Hora: Benfica lança grande ataque ao FC Porto

José Eduardo Moniz, vice-presidente do Benfica, reagiu aos ataques que Pinto da Costa fez aos encarnados através da revista Dragões Diários, falando de uma ‘rede de tentáculos vergonhosa’, em alusão aos processos abertos contra as águias. O dirigente do Benfica diz que Pinto da Costa está com amnésia.

s

‘Acho que, provavelmente, Pinto da Costa teve um apagão de memória relativamente ao historial do FC Porto. Só pode ter sido isso’, atirou.

‘Acho curioso o grande alarido que se faz com o facto de Paulo Gonçalves se ter mantido em funções quando me recordo de casos de dirigentes de outros clubes envolvidos em situações complexas, como o FC Porto e os casos do Apito Dourado, ou Fénix… Não vi nenhum dirigente suspender funções, o presidente ou outros, e ninguém fez alarido ou levantou questões’, acrescentou.

José Eduardo Moniz afirma que Paulo Gonçalves colocou o seu lugar à disposição no Benfica e que foi o próprio clube que decidiu que o assessor jurídico deveria continuar em funções.

O vice-presidente dos encarnados revelou que Paulo Gonçalves se ofereceu para sair porque ‘não queria colocar o Benfica perante nenhuma situação que o fragilizasse’, mas o clube decidiu mantê-lo, convicto de que o advogado ‘saberá esclarecer tudo aquilo que lhe é imputado’.


Partilha com os teus amigos!