FC Porto indignado com nomeação de Hugo Miguel e Bruno Esteves para o Benfica – Braga

O Benfica recebe o Braga este sábado, e o FC Porto já começou a lançar a habitual cortina de fumo para desviar atenções sobre o #PortoAoColo de que tem sido alvo desde há várias épocas a esta parte, tendo inclusive terminado a época anterior com 10 pontos a mais do que deveria, ainda assim sem conseguir ser campeão.

Diz o FC Porto que a dupla Hugo Miguel (árbitro) e Bruno Esteves (VAR), nomeados pelo CD da FPF para apitar o próximo encontro do Benfica, terá alegadamente beneficiado o Benfica frente ao Famalicão, e como tal mostram-se indignados por estes serem novamente nomeados para apitar encontros do Benfica.

Mas já que falamos em Famalicão, Será destes lances que eles se queixam?

.
É que se for destes lances, têm toda a razão, o Benfica foi prejudicado (mais uma vez por um árbitro da AF Porto)…mas espera, esses eram a favor do SLB, esses ninguém viu…

Agora vamos por partes, o currículo de Hugo Miguel é invejável no que toca a prejudicar o Benfica (ver aqui), quem não se lembra das 3 mãos na bola que no “dérbi” lisboeta que custaram 3 pontos ao Benfica? Impossível esquecer.

Vamos agora a Bruno Esteves, recorda-se do Benfica – Rio Ave de Novembro passado? Reveja aqui aquilo que Bruno Esteves “não viu” enquanto VAR nesse encontro, e que poderiam ter custado 3 pontos ao Benfica.

Apresentados que estão os 2 elementos principais da equipa de arbitragem para a próxima jornada, o que nos espanta é:

  • Porque é que o FC Porto não fica indignado quando a grande maioria dos encontros de Benfica e Porto são apitados por árbitros da AF Porto (ver aqui)?
  • Porque é que o FC Porto não fica indignado quando Vasco Santos, que até admite ter errado (ver aqui) a favor do FCP, não só não lhe acontece nada, como continua a ser nomeado para VAR em encontros do FC Porto?

Podíamos estar aqui a enumerar um rol de casos que todos temos visto, mas era chover no molhado. A estratégia deles é a mesma de sempre, lançar cortina de fumo para que não se olhe para a vergonha que têm sido as suas próprias arbitragens, ou seja, a acusarem os outros de fazerem aquilo que eles próprios fazem desde há décadas a esta parte.

Partilha com os teus amigos!