Rui Santos levanta suspeitas sobre o Benfica no caso do juiz

Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto, pediu escusa do processo dos “mails” por ser benfiquista. No actual panorama do futebol português, só se fosse maluco é que não o faria, pois qualquer decisão que viesse a tomar, seria tema destes painéis durante semanas a fio.

A prova disso é que mesmo sem ainda ter decidido nada, e mesmo tendo pedido a escusa do processo, o Rui Santos já começou a tentar lançar suspeitas sobre o Benfica, e por conseguinte, sobre o juiz.

Acontece que o Benfica desde há algum tempo a esta parte, tem convidado os sócios mais antigos a fazerem uma visita guiada à academia no Seixal, existem inúmeros relatos disso. Obviamente que o juiz, por ser associado há mais de 50 anos, também ele recebeu o dito convite. Também o teria recebido se fosse padeiro, ou cantoneiro.

O que fazem os “antis”? Agarram-se a isso, e tentam passar a ideia que o Benfica convida as pessoas, para lhes oferecer luvas. Mas há um problema nessa narrativa, e que para alguém dar luvas, é preciso alguém as receber, neste caso o juiz.

Seria um grande contributo para a pacificação do futebol português, que as pessoas visadas nestes constantes levantar de suspeições, começassem a agir em conformidade, para vermos se duma vez por todas estas pessoas deixam de dizer o que querem, sem terem provas de nada, colocando em causa a idoneidade de toda a gente relacionada em particular com o Benfica.

Se todos os magistrados tivessem a verticalidade de Eduardo Pires estávamos nós muito bem:

fewaef

Ainda há pouco tempo vimos um magistrado condenado por favorecer o FCP (ver aqui), numa ligação que já vem desde o tempo do Apito Dourado, e de repente parece que toda a gente já se esqueceu disso.

Em vez disso preferem manter o clima de suspeição e não dizem coisa com coisa, depois têm de vir, como o Manuel Fernandes (ver aqui) pedir desculpa pelo que disseram:


Partilha com os teus amigos!